Buscar

Índice de Desempenho Ambiental dos portos públicos mantém-se superior aos terminais privados

Média geral dos portos públicos é de 77,38 e dos terminais privados é de 58,96. Porto de Itajaí lidera o ranking das instalações públicas e Pécem é o melhor entre os TUPs


Brasília, 11/11/2022 – A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), por meio da Superintendência de Desempenho, Desenvolvimento e Sustentabilidade, divulgou, nesta sexta-feira (11), os resultados do Índice de Desempenho Ambiental – IDA das instalações portuárias do país, referente ao ano de 2021.


Acesse o painel do IDA.


De acordo com o indicador da Agência, os 31 portos públicos avaliados apresentaram, na média geral de 77,38 pontos no IDA, em 2021. Em 2020, a nota geral foi de 76,28. Já os 105 Terminais de Uso Privado (TUPs) analisados mostraram uma queda no comparativo entre os dois últimos anos, saindo de 61,60, em 2020, para 58,96, no último ano.


No ranking dos portos públicos, o destaque vai para o Porto de Itajaí (SC), com 99,82 pontos, Paranaguá (PR), teve nota 99,29 e Santarém (PA) ficou com 97,33. Os portos de Itaqui (MA) e São Francisco do Sul (SC) completam a lista dos cinco mais bem avaliados. Já os portos de Santana (AM), Porto Velho (RO) e Maceió (AL) estão entre as 31 instalações avaliadas com as menores notas no indicador da Agência.


Entre os Terminais de Uso Privados (TUPs), os melhores resultados foram obtidos por Pecém (CE), que alcançou o índice de 98,14 pontos, seguido de Ponta da Madeira (MA), que obteve 97,01, e, em terceiro lugar, o Terminal da Alumar, com nota 96,09. Porto Itapoá e Ilha Guaíba – TIG completam o ranking dos cinco mais bem avaliados.


Maiores evoluções

Os três maiores saltos em desempenho entre os portos privados, em 2021, na comparação com o ano anterior, foram registrados pelo Terminal Ternium Brasil (RJ), que avançou de 57,92 para 80,17 pontos; seguido do Terminal Trombetas (PA), que pulou de 45,87 para 66,71 pontos; e o Terminal Vila do Conde (PA), que nessa última avaliação atingiu 58,51 pontos, contra 40,26 pontos de 2020.

Entre os portos públicos, o destaque ficou com o Porto de Itaguaí (RJ), que passou de 62,67 para 80,12 pontos. O Porto do Forno (RJ) também apresentou uma evolução de 15,41 pontos entre os quesitos ambientais; e o Porto de Porto Alegre (RS), que avançou de 31,25 para 45,90 pontos em 2021.


O IDA

A ANTAQ é a primeira agência reguladora que possui uma gestão voltada às questões do meio ambiente, sempre esteve à frente desse tema, sendo uma referência no setor. O IDA é composto por 38 indicadores relacionados à conformidade legal vigente e as boas práticas em gestão ambiental, saúde e segurança de operações.

Entre os indicadores que são avaliados pelo IDA, estão a situação da licença ambiental e a existência de licença de operação, quantidade e qualidade de técnicos no núcleo ambiental, prevenção de riscos, auditoria ambiental, ação de retirada de resíduos de navios, consumo e eficiência no uso de energia, monitoramento da fauna e da flora e planos de contingência de saúde.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da ANTAQ



0 visualização