Buscar

Ação contra escalpelamento fiscaliza proteção de eixo de motor para embarcações em Macapá

Campanha acontece de segunda (17) a quinta-feira (20) e conta com palestras educativas e doação de coletes salva-vidas.


No porto do Igarapé das Mulheres, localizado no bairro Perpétuo Socorro, Zona Leste de Macapá, embarcações atracadas receberam nesta segunda-feira (17), gratuitamente, proteções de eixo de motor. A iniciativa é da capitania dos Portos, que segue com ações até a quinta-feira (20).


Segundo o capitão de fragata Fernando Cézar da Silva, durante a operação, cinco donos de barco se pediram a instalação da proteção do eixo. A ação é de conscientização e não cumpre medidas repressivas. O objetivo é zerar o número acidentes de escalpelamento na região da Amazônia e conscientizar os barqueiros sobre a importância do cumprimento das medidas de segurança.

"Além da cobertura de eixo dos motores de barcos, vamos fazer doação de coletes salva-vidas e orientar a comunidade de como inscrever as embarcações e atualizar seus documentos. Queremos mostrar também a importância da segurança de navegação", explicou o capitão.



Durante o trabalho foi falado sobre o risco de acidentes com o escalpelamento e o uso de equipamentos de segurança, como extintores de incêndio, materiais de salvatagem e sinalização náutica. Assim como o risco de vida que o consumo de álcool durante a direção dos barcos pode causar.


A fiscalização ocorre durante o ano todo e a campanha é realizada por meio de parceria da Capitania dos Portos e a Associação de Mulheres Ribeirinhas Vítimas de Escalpelamento na Amazônia.


De acordo com a integrante da associação no Amapá, Maria Eremita, de 61 anos, a ação é de fundamental importância para a comunidade. Ela foi vítima de escalpelamento em 1986 e sofre com as consequência do acidente até hoje.

"Eu sempre trabalhei, mas desde o meu acidente nunca mais consegui um emprego formal, é difícil pra todas nós", disse dona Eremita.


Pedro Gomes, de 56 anos, foi um dos barqueiros que foi buscar a instalação da proteção para o eixo do motor. Trabalhando no barco desde pequeno, ele se considera sortudo por nunca ter sofrido acidente em sua embarcação.

"Mesmo com o motor exposto, nada nunca aconteceu. Eu, inclusive, tirava àgua do barco com a mão. Só instalei a bomba nesse mês, agora ela faz a função do esgoto sem eu precisar ficar próximo do eixo", contou.


Fonte: G1

26 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária