Buscar

ANTAQ participa de webinar: “Descarbonizando o transporte em uma crise global sem precedentes”

O diretor da Agência, Adalberto Tokarski, participou do evento virtual promovido pela OCDE

O diretor da ANTAQ, Adalberto Tokarski, participou do webinar “Descarbonizando o transporte em uma crise global sem precedentes”, organizado pelo Fórum Internacional de Transportes (FIT) da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no dia 17 de julho.


A participação ocorre dentro de um contexto de aproximação do Brasil junto ao FIT. Na véspera do evento, o Brasil foi admitido como país observador desse fórum, que atualmente conta com mais de 60 países membros e funciona como um “think tank” de políticas de transportes, além de ser uma plataforma de discussão e pré-negociação dos assuntos relacionados a essas políticas.


O webinar foi organizado no âmbito da conferência “Descarbonizando o Transporte em uma crise global sem precedentes” que, por sua vez, faz parte do projeto “Descarbonização de transportes em economias emergentes”, do FIT.


Durante sua apresentação, Tokarski fez uma breve exposição acerca da atuação da ANTAQ e das características do transporte aquaviário no Brasil. Ao discorrer sobre os impactos causados pela pandemia da Covid-19 no transporte aquaviário brasileiro, o diretor destacou o incremento de 4% na movimentação portuária no período de janeiro a maio de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. No transporte de longo curso, foi constatado um aumento de 2,9% nas exportações nesse período, com destaque para exportação de soja para a China, cujo incremento foi de 43,4%.


O diretor enfatizou a importância da descarbonização proporcionada pelo transporte aquaviário, citando que a navegação de cabotagem apresentou aumento de 13,9% no período citado.


Ainda no tocante à diminuição da emissão de CO2, Tokarski frisou que o país possui amplo potencial de crescimento no transporte aquaviário, tanto em termos de navegação interior quanto na navegação de cabotagem, e que medidas podem ser tomadas para permitir a integração desses modais no sistema de transporte brasileiro. Apresentou, como exemplo, os investimentos que foram realizados para permitir o escoamento da produção agrícola pela Região Norte do país, bem como as negociações em curso acerca da livre navegação na hidrovia Paraguai-Paraná.


“Sou um defensor da maior utilização do transporte aquaviário no país e precisamos promover a discussão desse tema com outros atores e organismos para que essas ações sejam implementadas”, concluiu Tokarski.


Fonte: ANTAQ

4 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária