Buscar

Cabotagem e transporte aquaviário protagonizam crescimento no Brasil

O Brasil é um país que favorece a prática da cabotagem para transporte e escoamento de carga. Fatores como clima e uma extensa costa, de aproximadamente oito mil quilômetros, influenciam favoravelmente essa modalidade. O transporte por vias aquaviárias é positivo por ser mais seguro e por encontrar altos números de portos estruturais no País. Além disso, oferece baixo consumo energético e é menos poluente ao meio ambiente, além de possuir alta capacidade de armazenamento e transporte de cargas de uma única vez. A tonelagem de cargas transportada em linhas de cabotagem no Brasil, no primeiro semestre do ano passado, cresceu 24,7%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados integram estudo da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). A movimentação em portos cresceu 3% de 2017 para 2018. Cerca de 1,12 bilhão de toneladas foram transportadas nas instalações portuárias brasileiras em 2018. O maior aumento aconteceu na movimentação de carga geral solta (5,8%), seguido de carga conteinerizada (5,6%). Granel sólido subiu 2,7% e granel líquido e gasoso, 2,2%, de acordo com o último Anuário dos Transportes, divulgado pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

Mudanças regulatórias - O Ministério da Infraestrutura está avaliando o envio de uma proposta à Câmara e ao Senado para o fomento do transporte marítimo no País, internamente o projeto é chamado “BR do mar”. A proposta visa aumentar a competitividade e impulsionar o transporte marítimo no Brasil como alternativa ao rodoviário. O projeto tem como linha central a desburocratização do setor e a busca por reduções de impostos de combustível e desoneração da importação de embarcações. Outro tema é a autorização do fretamento de embarcações estrangeiras para cabotagem, pois atualmente as empresas só podem operar com navios próprios construídos no Brasil ou comprados no exterior que, automaticamente, são mais caros por conta da taxa de importação. O projeto está sendo avaliado pelo ministro Tarcísio Gomes, que considera o assunto urgente e, junto à uma comissão do Congresso, estuda se é mais viável ser enviado em formato de Medida Provisória ou em Projeto de Lei. Com essas mudanças aprovadas, empresas do setor apostam em um crescimento de até 30% ao ano. No dia 18/03, Diogo Piloni, secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, irá palestrar sobre o projeto “Br do Mar” e ações de incentivo à cabotagem. O encontro acontece às 13h30 em parceria com a ABTRA - Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados, durante a 26ª Intermodal South America. Intermodal 2020 - A Intermodal South America 2020, que acontece de 17 a 19 de março, no São Paulo Expo, traz novidades exclusivas para o setor de portos e transporte aquaviário e soluções para embarcadores de todo tipo de carga. Em um comparativo com 2019, o número de expositores do segmento de transporte marítimo cresceu 55%, os terminais portuários 28% e portos 25% em números de estandes. Além de empresas do modal marítimo, a Intermodal atrai expositores de todos os segmentos da logística, intralogística, transporte de carga e comércio exterior. Para o diretor do portfólio de Infraestrutura da Informa Markets, Hermano do Amaral Pinto Jr, o setor de transporte aquaviário da Intermodal é sempre uma atração renomada e muito aguardada. “Os expositores de portos, cabotagem, armadores e afins são muito procurados durante a feira por representarem um modal forte e consolidado na cadeia logística. São referências nacionais e internacionais que apresentam, durante o evento, o que há de mais novo em tecnologia, embarcações, custos, pagamentos e tudo que envolve o transporte de carga. Além de representantes dos principais complexos portuários do País, teremos empresas de diversos países como Portugal, Alemanha, Argentina, Espanha, Bélgica, entre outros, que virão à essa edição da Intermodal” Confira algumas das marcas participantes: PORTO DE IMBITUBA A SCPar Porto de Imbituba é uma empresa pública do estado de Santa Catarina. Exerce a autoridade portuária do complexo portuário de Imbituba e, portanto, é responsável por administrar a infraestrutura e fiscalizar as operações do porto. A empresa participa desde 2013 da Intermodal. “O propósito é construir e ratificar nossa presença no mercado portuário, apresentando ao público o que temos a oferecer em termos de estrutura, capacidade e operações. Assim, buscamos também capitalizar, construir e impulsionar contatos com os principais stakeholders do mercado nacional e internacional”, comenta o gerente comercial do Porto de Imbituba, Rui Roberti. O gerente acrescenta que, nas edições passadas, o porto de Imbituba se fez presente na feira Intermodal e obteve bons resultados para a solidificação do nome da instituição. Além disso, garantiu promissoras oportunidades por meio das inúmeras reuniões e contatos com representantes do setor. PORTOS DE PORTUGAL Alguns dos Portos de Portugal já participam na feira há mais de 15 anos, sendo que, em 2020, será a terceira edição em conjunto. “A Intermodal é um momento fundamental para a estratégia de desenvolvimento das ligações marítimas com a América do Sul, é um momento de construir pontes que serão a base de novas e maiores trocas comerciais entre Portugal e o Brasil”, informou a Associação dos Portos de Portugal. “Este ano, os complexos portuários lusitanos vão se apresentar mais uma vez como a porta preferencial de entrada na Europa para os produtos provenientes da América do Sul. GRUPO IMETAME Uma das novidades na área de exposição deste ano é a Imetame Logística Porto. Com conceito multipropósito, o porto, que será construído em Aracruz (Espírito Santo), terá foco na movimentação de contêineres e cargas gerais, granéis sólidos, líquidos e gasosos e também atenderá a operações offshore. Além disso, toda a programação será eletrônica, desenhada para uma operação 100% automatizada, com serviços de retiradas e recebimentos online, área 100% alfandegada e apta para a próxima geração de navios do Brasil, como New Post Panamax e Suezmax. LOG-IN A Log-In Logística Intermodal é uma empresa de soluções logísticas integradas para movimentação de cargas no Brasil e no Mercosul, por meio marítimo (cabotagem), complementado por ponta rodoviária para serviços porta a porta, bem como pela movimentação portuária e armazenagem de carga em nossos Terminais Portuário e Intermodais. Com a aquisição do mais novo navio, o Log-In Polaris, que fez sua primeira viagem em dezembro de 2019, a Log-In reforça o respeito e a preocupação com o meio ambiente. Moderno e sustentável, o navio tem os mancais do eixo propulsor resfriados e lubrificados com água ao invés de óleo lubrificante. Além disso, economiza combustível por meio da pintura do casco com fricção reduzida e pela potência do motor principal adequada à velocidade de operação da cabotagem. Em 2019 a Log-In tornou-se empresa membro do PLVB (Programa de Logística Verde Brasil) firmando o compromisso com as questões sócio ambientais. POSIDONIA Na Intermodal, a Posidonia apresentará o navio multipropósito Posidonia Bravo, primeira embarcação da companhia construída com recursos próprios e que chega para atuar em operações especiais de lavra e de transporte de minerais no oceano. A embarcação tem capacidade para transportar 3 mil toneladas, contando ainda com sistema de descarte sustentável e bombas de dragagem, que suportam até 55 mil m³ diários. "O Posidonia Bravo é uma embarcação diferenciada e que agrega muito valor aos embarcadores. Diante da flexibilidade do projeto sobre o qual foi concebido, foi facilmente ajustado à operação de extração, armazenagem e transporte de fertilizantes marinhos. Prova disto é que já está empregada em contrato de cinco anos", explica o sócio da Posidonia, Abrahão Salomão. Fonte: Segs

13 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária