Buscar

Constellation amplia participação na Hidrovias do Brasil para 6,98% do capital




A Hidrovias do Brasil (SA:HBSA3) divulgou comunicado ao mercado, na noite de ontem, informando que recebeu correspondência da Constellation Investimentos e Participações informando que investidores não residentes e fundos de investimento por ela geridos passaram a deter 53.065.000 de ações ordinárias da Companhia, equivalentes a 6,98% do capital social da HBSA, se qualificando como detentora de participação relevante no capital social da companhia.


Por volta das 11h20 desta quinta-feira as ações da companhia eram negociadas na bolsa paulista com estabilidade a R$ 6,80, oscilando entre R$ 6,76 e R$ 6,85 com volume financeiro em R$ 1,37 milhão. A Hidrovias do Brasil estreou na bolsa no dia 28 e, desde então, acumula perdas de 7,68%. O IPO movimentou R$ 3,4 bilhões com a precificação dos ativos em R$ 7,56, o piso da faixa estimada de preço


A Constellation informou que referido aumento de participação societária tem natureza de investimento e não busca alterar a administração, composição do controle ou funcionamento da companhia. A Constellation informa, ainda, não possui quaisquer derivativos relacionados e não faz parte de quaisquer acordos de acionistas.


Necton vê com bons olhos programa de incentivo à cabotagem


A Necton Investimentos vê com bons olhos o projeto de lei BR do Mar, que estimula a cabotagem (navegação entre portos de curta distância, no mesmo país). Na visão da corretora, o projeto reduziria os custos logísticos do Brasil, “aumentando a nossa competitividade industrial e o transporte de cargas”.


Outros pontos positivos da cabotagem apontados pela Necton são a redução nas avarias das cargas transportadas e a menor emissão de CO2. As empresas que se beneficiariam do projeto, segundo a gestora, são a Log-in, a Hidrovias do Brasil e a Santos Brasil (SA:STBP3).


Ainda na visão da Necton, os principais motivos pelos quais a cabotagem não é amplamente adotada no Brasil são o foco no transporte rodoviário e o fato de ser um método de transporte de carga mais lento, devido ao fluxo irregular de navios.


Fonte: Investing

1 visualização
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária