Buscar

Em Santos, Tarcísio de Freitas assina contratos de concessões de terminais de celulose

Ministro também visitou área que pode render R$ 1,4 bilhão em leilão em 2021


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinou nesta segunda-feira (16) os contratos dos terminais de celulose leiloados em agosto (STS14 e STS14A) com a Eldorado Brasil Celulose e a Bracell Celulose. Os arrendamentos renderam R$ 505 milhões em outorgas ao Governo Federal por um contrato de 25 anos de duração. Os terminais têm investimentos previstos de R$ 420 milhões – incluindo acessos rodoferroviários –, com outros R$ 110,9 milhões de arrendamento fixo para a Santos Port Authority (SPA), administradora do porto.


O Brasil é maior produtor de celulose do mundo, produto com a maior taxa de crescimento anual no Porto de Santos. Com as melhorias, a movimentação desse tipo de carga deve saltar para 5 milhões de toneladas por ano.

“Celebrar a assinatura desses contratos é celebrar a confiança dessas empresas no Brasil. Os empresários estão acreditando no Brasil, acreditando no governo do presidente Bolsonaro. O Brasil tem vocação para ser grande e tenho certeza que será grande porque tem gente competente que trabalha sonhando com isso”, ressaltou Tarcísio de Freitas.


O ministro reforçou a importância do programa de concessões do Governo Federal, que prevê mais de 50 leilões em 2021. Entre eles, o dos dois terminais de granéis líquidos combustíveis (STS08 e STS08A), que podem render cerca de R$ 1,2 bilhão. O projeto, que aguarda aprovação no TCU para a publicação do edital de concessão, é considerado o maior de arrendamento portuário nos últimos 15 anos.

“O porto de Santos vai passar por uma revolução com novos acessos e terminais que fazem parte da preparação para se tornar o porto do futuro. Queremos que o porto de Santos seja o maior do hemisfério sul”, afirmou o ministro. “Um porto que nos dava prejuízo e agora dá lucro ao Brasil. Deu lucro no ano passado e dará lucro novamente. Que vem mês a mês quebrando recorde de movimentação, mesmo durante a pandemia.”


Tarcísio ainda destacou o trabalho no MInfra para aprovação do BR do Mar, projeto de incentivo à cabotagem e que tramita no Congresso. “É um projeto de transformação para libertar as amarras da cabotagem fazendo com que o número de embarcações aumente, que a movimentação de contêineres aumente, e isso é fundamental para a cidade de Santos”, avaliou.

Durante a agenda em Santos, o ministro também visitou o TIPLAM (Terminal Integrador Portuário Luiz Antônio Mesquita), onde inaugurou um armazém da VLI em parceria com a Tereos, com capacidade de armazenar 115 mil toneladas de açúcar, e conheceu o armazém de celulose da DP World Santos, com a Suzano Papel e Celulose, inaugurado em abril e que pode estocar 150 mil toneladas de celulose. Tarcísio de Freitas ainda acompanhou o andamento das obras de melhorias do TES (Terminal Exportador de Santos), dos grupos Louis Dreyfus Company e Cargill, voltado a granéis sólidos.


Fonte: Assessoria Especial de Comunicação Ministério da Infraestrutura

5 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária