Buscar

Estado entrega Terminal Hidroviário de Almeirim, no Baixo Amazonas

O terminal conta com cadeiras confortáveis, televisão, sala para órgãos do Estado, bebedouro, ar-condicionado, lanchonete, guichês para vendas de passagens e banheiros masculino, feminino e portadores de necessidades especiais


Cerca de 35 mil habitantes serão atendidos pelo Terminal Hidroviário de Passageiros e Cargas de Almeirim, na região do Baixo Amazonas, entregue no início da tarde desta sexta-feira (7) pelo Governo do Pará. Construído às margens do Rio Amazonas pela Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), o novo porto deve receber cerca de 4 mil usuários por mês e melhorar o acesso ao município, cujo principal meio de entrada é o hidroviário.


O Governador do Estado, Helder Barbalho, participou da cerimônia de entrega da obra, ao lado do presidente da CPH, Abraão Benassuly, prefeita de Almeirim, Maria Lucidalva de Carvalho, deputados estaduais e demais autoridades locais.


“Este terminal hidroviário é fundamental para as pessoas que moram em Almeirim possam ter um lugar adequado, com acessibilidade, oferecer condições para quem chega ou sai, já que os rios são as ruas dessa região. O terminal hidroviário é a porta de entrada para que as pessoas possam chegar até aqui e que a produção seja escoada, portanto, é um equipamento adequado para o dia a dia da população”, destacou o governador, que após a entrega, realizou uma visita nas dependências do porto.

Moderno - Orçado em um pouco mais de R$ 3,7 milhões, com recursos oriundos da Caixa Econômica Federal, o terminal conta com cadeiras confortáveis para 20 lugares; televisão; sala para órgãos do Estado; bebedouro; ar-condicionado; lanchonete; guichês para vendas de passagens e banheiros masculino, feminino e portadores de necessidades especiais, além de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Já a obra naval compreende três rampas metálicas articuladas de 25 metros, além de flutuante metálico coberto de 5 metros e sistema de amarração e fundeio para embarcações. O porto já possui outorga da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para operar desde 2019.

“É uma obra muito importante para região, pois além de promover a integração por meio deste terminal, o governo do Estado entrega uma obra segura para atender o usuário e facilitar a entrada e saída da cidade. Nós já entregamos outras obras de terminais no Baixo Amazonas, e essa representa conforto e segurança, escoamento de produção, geração de renda, além de fomentar o turismo, muito explorado aqui em Almeirim”, destaca Abraão Benassuly, presidente da CPH.


Depois de entregue, o terminal passou a ser administrado pela Prefeitura de Almeirim e vai oferecer viagens diárias para vários municípios do Estado. Para a prefeita Maria Lucidalva de Carvalho, o novo equipamento representa melhoria na qualidade de vida dos usuários que dependem dos rios para se deslocar.


“É uma conquista muito grande para o município e conseguimos isso graças ao governador Helder Barbalho que tem levado esses benefícios a vários municípios do Estado e nos sentimentos privilegiados em receber esse terminal hidroviário, já que temos hoje um terminal muito precário, de muitos anos , e realmente precisávamos de um olhar carinhoso para nosso município. Isso é motivo de felicidade não só para nossa gestão quanto para nossa população”, disse a gestora municipal.


Na cidade, o clima foi de expectativa para os moradores e usuários. O autônomo Pleabe dos Santos, de 43 anos, mora na região e conta que a cidade precisava de um porto moderno, que oferecesse segurança. “Nunca tivemos um terminal hidroviário bom e agora vamos ter uma boa estrutura bonita para receber os turistas e visitantes, então vai melhorar muito para quem chega e quem sai da cidade”, comemora ele.


Para o comerciante Francisco Ferreira Silva, de 53 anos, a expectativa é pelo aumento das vendas na frente do porto, já que o fluxo diário de pessoas deve ser grande nas próximas semanas. “O terminal será muito importante porque é um local que encosta muito navio, muitas pessoas, e ficou um hidroviário bonito para o embarque e desembarque das pessoas que chegam por aqui. Vai ser muito bom para nosso comércio também”, conta.


Localizado a 478 quilômetros da capital, o município de Almeirim possui hoje cerca de 35 mil habitantes, segundo a prefeitura municipal. A cidade é uma das maiores produtoras de leite de búfala do Estado, entretanto, os setores de maior destaque na arrecadação são de extrativismo e processamento vegetal, principalmente de celulose e mineração de caulim e bauxita.


Integração - Além do terminal de Almeirim, na região do Baixo Amazonas, a CPH já entregou os terminais hidroviários de Terra Santa, Faro, Prainha e Curuá, e em breve entregará o Santarém e o do distrito de Santana do Tapará. Os equipamentos são construídos com recursos da Caixa Econômica Federal e já foram outorgados pela Antaq, portanto, já possuem autorização para operar. Nesta mesma região, a CPH reconstrói os terminais de Óbidos e Monte Alegre, e já recebeu autorização para início das obras no porto de Alenquer.


Participaram da agenda ainda o titular do Iterpa, Bruno Kono; titular da Cohab, Orlando Reis; secretário-adjunto da Sedop, Waldir Acatauassú; presidente do Banpará, Braselino Assunção; deputado federal José Priante, e deputados estaduais Orlando Lobato e Ozório Juvenil.


Fonte: Agência Pará

4 visualizações