Buscar

Falta de carpinteiros, Covid-19 e baixa procura ameaçam produção artesanal de embarcações no AP


O setor de carpintaria artesanal no Amapá, assim como a maior parte das atividades econômicas, passa por perdas financeiras durante a pandemia de Covid-19 no estado. Além da baixa demanda por barcos, a produção encara a escassez de mão de obra, que na maioria é de origem ribeirinha e passada de pai para filho.


Os estaleiros do bairro Elesbão, em Santana, que concentram boa parte da produção no estado, registra demanda, mas impacta na falta de profissionais e condições de pagamento, tendo em vista que os contratantes são pequenos pescadores, também afetados pela crise.

A queda na produção se traduz no tamanho das embarcações produzidas, que necessitam de maior quantidade de madeira, tinta, entre outros, e podem ser vendidas por até R$ 50 mil.


Fonte: G1

4 visualizações