Buscar

Fiscais da ANTAQ inspecionam terminais no Porto de Santos

Foi o segundo dia da Operação Relíqua, que tem como objetivo verificar o manejo de produtos perigosos e resíduos


Fiscais da ANTAQ realizaram vistoria em três terminais, nesta terça-feira (28), no Porto de Santos (SP). Foi o segundo dia da Operação Relíqua, que tem como objetivo geral verificar como está sendo feita a movimentação de produtos perigosos e resíduos.


Pela manhã, uma equipe da ANTAQ averiguou as instalações portuárias da ADM do Brasil, que movimenta e armazena soja, milho e farelo de soja. “Vistoriamos as instalações utilizadas para movimentação e armazenagem das cargas. A fiscalização precisa estar presente para garantir a prestação do serviço adequado, que envolve, entre outros pontos, questões relacionadas à segurança e à sustentabilidade”, afirmou o fiscal da ANTAQ, Marcelo Teixeira, lotado na Unidade Regional de Vitória e que veio do Espírito Santo para contribuir com a Operação Relíqua.


Ainda pela manhã, outra equipe da Agência realizou uma visita técnica à Brasil Terminal Portuário (BTP), que movimenta contêineres. Os fiscais averiguaram como é feito o manejo dessa carga, visitaram a sala central de controle de segurança e operação da empresa e vistoriaram o serviço de agendamento de caminhões.


À tarde, os fiscais da Agência vistoriaram a Copersucar, que comercializa açúcar. A equipe vistoriou os armazéns e outras instalações da empresa.

No dia 27, os fiscais da Agência inspecionaram as instalações da Ageo Terminais e Armazéns Gerais, que movimenta combustível. “Um dos objetivos da inspeção foi saber se a empresa tem acesso rápido às informações sobre toda a carga perigosa que opera e se há um sistema de informações fora do terminal. Ficamos satisfeitos com o que nos foi apresentado”, afirmou o fiscal da Unidade Regional de São Paulo da ANTAQ, João Paulo Barbieri.


8 de outubro

A Operação Relíqua seguirá até 8 de outubro. Além de Santos, a ação está acontecendo em Aratu (BA), Pecém (CE) e Suape (PE). Organizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a operação também conta com integrantes da Santos Port Authority (SPA), da Receita Federal, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), da Capitania dos Portos do Estado de São Paulo, do Corpo de Bombeiros e do Exército Brasileiro.


Fonte: ANTAQ

2 visualizações