Buscar

Frenlogi e IBL: breves considerações sobre logística


Sérgio Botêlho


Frenlogi e IBL: breves considerações sobre logística. Existe em atividade no parlamento brasileiro uma associação que tem tudo a ver com o futuro do país. Estou me referindo à Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura-Frenlogi. Referida frente atua em sintonia com o Instituto Brasil Logística-IBL, entidade sem fins lucrativos, formada por técnicos no assunto.

Para entender a importância dessa associação de esforços é preciso antes compreender o que é logística. Somente assim será possível avaliar a importância que tem a soma da Frenlogi com o IBL em favor de tal desiderato.


Logística

As origens da concepção de logística, em seu sentido mais moderno, vêm do campo militar. Com efeito, aos militares, responsáveis por traçar os meios necessários ao abastecimento das frentes de combate, coube especificar o que se entende, hoje, por logística.

Como fazer com que alimentos, armas e munições, combustível e, também, reforços humanos cheguem ao front? A resposta a essa questão básica e vital ao esforço da guerra está justamente na logística.


Logística reversa

Mas, há também que se saber como evacuar feridos de guerra aos hospitais de campanha. E, também, como reconduzir às intendências, na retaguarda, equipamentos de guerra passíveis de conserto, para reutilização. Isto, entre outras reversões de iguais relevâncias, na guerra.

Então, logo se percebe que a logística não é apenas a ida. Mas, há, também, a volta, o retorno. Grosso modo, sem pretensão de abordar o assunto com profundidade neste espaço, temos aí, em pauta, o conceito de logística reversa.


Logística na paz

Fica fácil de entender, a partir dessa introdução, a importância que a logística passou a ter para o sucesso de qualquer empreendimento humano. Qualquer que seja a atividade que você for desenvolver na vida, das mais simples às mais complexas, pensar na logística se impõe.

Então, já se percebe a autoridade que tem o estudo da logística para o desenvolvimento da economia de um país. Isto, para qualquer incumbência, desde as agrícolas e pecuárias, até as de indústrias e serviços.


Agropecuária

Na agropecuária, por exemplo, a logística assume papel de enorme influência na produção e transporte das mercadorias. Isso, desde a armazenagem às estradas, ferrovias, hidrovias, cabotagem e o resto, chegando aos portos, estações ferroviárias e rodoviárias, e aeroportos.

Do bom funcionamento desse conjunto de recursos fica dependendo o sucesso comercial do setor. O que inclui o volume da produção em si, a qualidade e o preço do produto, com reflexo direto no volume de riqueza produzido para a economia como um todo.


Na indústria

No setor industrial a importância da logística assume a mesma dimensão. E não estamos falando apenas na gestão do estoque. Mas, também, na própria administração, no planejamento e, enfim, como nos demais casos, nos meios de transporte e nos caminhos.

Sem que tudo isso esteja funcionando o mais perfeitamente possível, fica extremamente difícil concorrer. E estamos falando não apenas da concorrência entre empresas, mas, sobretudo, entre países envolvidos em disputas internacionais.


Nos serviços

No setor de serviços, aproveito para falar sobre a importância da logística no turismo. O que pode fazer um destino mal servido de logística para concorrer com outros, ao contrário, bem servidos?


Estradas, transportes, linhas aéreas, ligações hidroviárias e ferroviárias, tudo isso termina no sucesso ou insucesso de um destino. Com um componente a mais, no caso do turismo, que é o da mobilidade urbana, um tipo cada vez mais exigido de logística.


Frenlogi e IBL

Fica evidente que o presente artigo não tem, nem de longe, o objetivo de aprofundar o assunto. Mas, primariamente, coloca-lo, assim, muito basicamente, para melhor entendimento de todos sobre a logística.


Dessa maneira, então, fica mais fácil entender o significado do esforço associativo que os parlamentares da Frenlogi e os técnicos do IBL estão fazendo para melhorar a logística nacional. Algo de interesse fundamental para o progresso do país.


O desafio é encontrar apoio popular e midiático necessário à visibilidade da empreitada, o que vem sendo caçado, com afinco. No conjunto, um esforço que tem em vista, evidentemente, tornar exitoso o objetivo central da associação, isto é, o de que a dispensa de cada vez mais recursos públicos e privados à melhoria de cada um dos elementos que compõem a logística brasileira, tornou-se, enfim, um projeto de Estado. Fonte: Anexo 6

6 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária