Buscar

Grupamento Fluvial atua nos portos para impedir aglomerações e monitorar embarcações

As ações desenvolvidas pela unidade estão mais rígidas e incluem o uso da força se necessário


O fluxo de pessoas e cargas pelos portos e vias fluviais do Estado vem sendo monitorado e coordenado pelo Grupamento Fluvial (GFlu), da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). As ações desenvolvidas pela unidade em cumprimento às novas determinações do Governo do Estado - via decreto nº 609/2020 - para combate ao coronavírus estão mais rígidas e incluem o uso da força se necessário.


Entre as novas medidas estabelecidas em decreto está o fechamento de praias, igarapés, balneários, clubes e similares durante os feriados da Semana Santa e de Tiradentes, e a saída intermunicipal por meio rodoviário ou hidroviário, tanto para transporte coletivo quanto pra veículos particulares. Ambas serão alvo de fiscalizações expressas iniciada desde a última quarta-feira (8).


O Grupamento Fluvial desenvolve e coordena as ações para o enfrentamento da pandemia nos portos da capital e nos municípios do interior do Estado, especialmente aqueles onde o acesso se dá exclusivamente pelos rios. 

“Nesse período de restrição maior relativo ao feriado da Páscoa intensificamos nossa atuação nos portos e estamos trabalhando de forma conjunta com os demais órgãos estaduais e ainda com as Polícias Militar e Civil. Temos uma base fluvial que está atracada no porto de Icoaraci e que pode ser deslocada de acordo com a necessidade, para atender as ocorrências quando somos acionados”, explica o diretor do GFlu, delegado Arthur Braga.

Foram desenvolvidas ações de conscientização nos portos, junto aos proprietários de embarcações e também aos passageiros que utilizam o transporte hidroviário. O GFlu também atua nos municípios e localidades ribeirinhas, monitorando o fluxo das embarcações e de pessoas para a capital e vice e versa.


“Estamos trabalhando para cumprir um protocolo vigente que restringe a circulação de pessoas tanto nos portos dos interiores quanto nos de Belém. As pessoas só estão transitando quando comprovam a necessidade disso por conta de moradia ou trabalho. Durante o período da quarentena já foram instaurados alguns procedimentos criminais por conta de embarcações que desobedeceram o decreto e as ações repressivas já refletem na diminuição de ocorrências", ressalta Arthur Braga. Ainda segundo o delegado, as equipes trabalham 24h nas bases portuárias, apurando as denúncias e fazendo as fiscalizações.


“Nossos agentes estão na frente das ações de segurança monitorando a entrada e saída da cidade, tanto pelas estradas como pelos rios, além de fiscalizar os balneários e praias, com o objetivo de impedir a aglomeração de pessoas. Pedimos para que a população respeite as determinações e aproveite o feriado para ficar em casa, juntamente com seus familiares. Estaremos a postos para resguardar a segurança, e sobretudo, manter a tranquilidade de todos neste momento”, reforça o secretário de Segurança Pública, Ualame Machado.


Fonte: Agência Pará

5 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária