Buscar

No RS, Tarcísio projeta conclusão de obras sobre o Rio dos Sinos para início de 2022

Investimento federal na BR-116-RS prevê complexo de travessias entre Novo Hamburgo e a capital do estado: serão quatro pontes, totalizando R$ 29 milhões


Iniciadas em março deste ano e com investimento federal de R$ 29 milhões, as quatro pontes sobre o Rio dos Sinos, na BR-116 em São Leopoldo (RS), devem ser entregues no início de 2022. A previsão foi repassada nesta sexta-feira (9) pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Feitas, após vistoriar as obras da equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

“As travessas já estão lançadas e, daqui a pouco, começa a montagem de viga, laje... Em pouco tempo, vamos estar com isso pronto [obra sobre o rio] e, terminando, parte para a [intervenção sobre a] várzea. Significa que no início do ano que vem estaremos com essas pontes concluídas, e aos poucos a gente vai melhorar a vida de quem transita pela 116 Norte", disse o ministro durante a vistoria.


A BR-116/RS passa por significativa reformulação, com interferências ao longo de um trecho de 38,5 quilômetros, o que vai garantir mais segurança e melhores condições de tráfego para os usuários da rodovia e ao transporte de cargas. São erguidas duas novas estruturas sobre o curso d’água e outras duas na várzea do Rio dos Sinos.


A meta é desafogar o tráfego nesse ponto da rodovia federal, considerado um dos principais gargalos no trecho metropolitano da via que liga Porto Alegre a Novo Hamburgo, cruzando importantes municípios da região, como São Leopoldo. Por ali, circulam diariamente 140 mil veículos.


INTERVENÇÕES – As pontes sobre o canal principal terão 100 metros de comprimento e 11,3 metros de largura, com duas novas faixas de tráfego – que se somarão a outras duas já existentes –, além de passeio e ciclovia. Todo o trecho reformulado contará com acostamentos: hoje não há acostamentos na via, o que contribui para a ocorrência de acidentes. O complexo de travessias é parte do lote 1 das melhorias físicas e de segurança em andamento na BR-116/RS.


Segundo o ministro, os investimentos no Vale dos Sinos prosseguirão. O próximo empreendimento deve ser o viaduto da Scharlau. "Infraestrutura é questão de prioridade e foco. Recurso às vezes é pequeno, mas a gente tem que priorizar aquilo que vai dar mais retorno ao cidadão”, completou.


Acompanharam o ministro na vistoria às obras na BR-116/RS os prefeitos de Porto Alegre, Sebastião Melo; de São Leopoldo, Ary Vanazzi; e de Canoas, Jairo Jorge; além do vice-prefeito de Esteio, Jaime da Rosa, e o deputado federal Marcel van Hattem.


ANDAMENTO – Atualmente, o DNIT executa a construção das travessas no sentido capital-interior. Do lado oposto da rodovia, os serviços também avançam com a implantação dos pilares e dos blocos. Na estrutura em obras no sentido capital-interior, já foram cravadas todas as 48 estacas de sustentação e concluídos os seis blocos de fundação e os oitos pilares. Já na transposição em obras no sentido oposto, do interior para a capital, as equipes concluíram a cravação das 48 estacas e executaram um dos seis blocos.


Segundo a autarquia, os trabalhos estão dentro do cronograma e a previsão de entrega em 2022 está mantida. Para dar celeridade à obra, são fabricadas peças pré-moldadas para serem posteriormente instaladas. O trabalho acontece simultaneamente à cravação de estacas e à construção dos blocos, dos pilares e das travessas.


A confecção dos elementos pré-moldados para a ponte no sentido capital-interior está adiantada. Em uma fábrica, em Sapucaia do Sul, as 20 vigas necessárias para a transposição estão prontas. As pré-lajes (que darão forma ao tabuleiro da pista) também já foram confeccionadas. Ao todo, serão instaladas 289 unidades, depositadas ao lado do canteiro de obras.


*Com informações da Coordenação-Geral - DNIT


Fonte: Assessoria Especial de Comunicação Ministério da Infraestrutura

2 visualizações