Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2019  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária

Buscar

Petroleiras adotam medidas para evitar coronavírus em plataformas

A Petrobras e toda as demais petroleiras que operam no país reforçaram seus protocolos de triagem dos trabalhadores para o embarque para as plataformas em alto mar nas Bacias de Campos, Santos e Espírito Santo, entre as principais áreas produtoras de petróleo do país. Antes do embarque nos aeroportos, os trabalhadores são obrigados a fazer uma série de testes referentes à saúde, como bafômetro, e a responder um questionário que pergunta entre outras coisas sobre deslocamentos recentes. Agora, em função do agravamento da epidemia do coronavírus, tanto a Petrobras como as outras petroleiras tornaram mais rígidos os testes e passaram a verificar também a temperatura dos trabalhadores antes do embarque. A petroleira norueguesa Equinor, por sua vez, está reduzindo o número de trabalhadores embarcados na plataforma de Pereguino, na Bacia de Campos. “Estamos reduzindo a equipe em tarefas e operações não críticas como uma medida preventiva para reduzir o risco de contaminação em nossas operações”, explicou a petroleira que garantiu que até o momento não tem nenhum caso confirmado no Campo de Peregrino. A Equinor informou ainda que vem adotando uma série de medidas para minimizar o risco de contaminação em seus trabalhadores . Uma das medidas de acordo com a empresa é a restrição de viagem e adoção do regime de home office (trabalho em casa) por seus empregados.

Um problema ocorrido com um trabalhador da SBM Offshore no processo de triagem de segurança para o embarque para uma plataforma, levou a companhia na última sexta-feira, dia 13, a suspender o voo de helicóptero que levaria de Campos onze trabalhadores. De acordo com uma pessoa próxima ao evento, o trabalhador teria se enganado no preenchimento do questionário que é feito no pré-embarque. A SBM explicou que “ um funcionário falhou em um teste de pré-triagem para a prevenção ao coronavírus”. Os trabalhadores iam embarcar para a o navio-plataforma Espírito Santo, localizado no Parque das Conchas, na Bacia de Campos que é operado pela Shell Brasil. Em nota a SBM Offshore explicou que por questões de segurança todos os trabalhadores que estavam no mesmo voo em direção à plataforma foram levados a um hospital local em Campos para serem testados, e em seguida foram liberados para aguardar os resultados em autoisolamento. Os que residem na região foram para suas casas, e os que moram mais distantes estão em um hotel em Campos. Segundo a empresa, todos os trabalhadores estão em boa saúde e esses procedimentos “fazem parte do plano de resposta a emergências da empresa para garantir que as medidas apropriadas sejam adotadas”. E completou: “A prioridade número um da SBM Offshore no momento é proteger a saúde de todos os trabalhadores”. Os resultados dos testes eram esperados para esta segunda-feira. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) disse que defende que as medições de temperatura e os questionários obrigatórios para trabalhadores que embarcam nas plataformas também seja feito na entrada das bases em terra e no transporte coletivo, como também para os prestadores de serviços. A FUP reivindica ainda que todos os trabalhadores que precisam viajar de avião para os locais de embarque que sejam dispensados. Fonte: O Globo

5 visualizações