Buscar

Plataforma online mostra nível dos rios em tempo real

Instituto Água e Terra desenvolveu o sistema que mostra em tempo real que altura está o nível do rio, indicando o quanto choveu no período. Sistema ajuda a informar a sociedade sobre pior estiagem dos últimos anos. Média é atualizada toda semana, nas quintas-feiras.


A população pode conferir como está o nível dos rios em todo o Paraná pela internet. O Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, desenvolveu um sistema que mostra em tempo real o nível dos rios, indicando o quanto choveu. Um painel geográfico, chamado Hidroinfoparana, mostra o conjunto de estações de monitoramento hidrológico dos principais rios da Bacia Hidrográfica do Estado. 


O IAT é o órgão gestor estadual de recursos hídricos responsável pelo monitoramento hidrológico de todo o Estado. “Estamos vivendo a pior seca da história e é necessário informar a sociedade para que ela participe e entenda os motivos de muitas decisões tomadas”, explicou o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.


O diretor-presidente do IAT, Everton Souza, explica que a baixa dos níveis dos rios impacta em políticas públicas. “Fica mais fácil para a sociedade compreender medidas como a proibição da pesca e da queima da cana-de-açúcar, por exemplo, decisões influenciadas por baixa umidade do ar e baixa precipitação nos rios”, disse.


TEMPO REAL - A chefe do Núcleo da Inteligência Geográfica e da Informação do IAT, Jaqueline Dorneles, explica que a ferramenta foi criada com o objetivo de acompanhar onde chove. “As estações mostram de forma remota e em tempo real em que altura está o nível do rio, indicando o quanto choveu no período. É uma forma, também, de dar transparência para a população, mesmo porque a ajuda da sociedade é fundamental para superar a crise hídrica em que vivemos atualmente”, explicou.


De acordo com o gerente de monitoramento e fiscalização do IAT, Alvaro Goes, os dados são de estações próprias do órgão e também as da Agência Nacional de Águas (ANA), da Copel e de outras concessionárias de geração de energia. “Atualmente, o IAT conta com 80 estações telemétricas que mostram de forma remota e em tempo real em que altura está o nível do rio e mais 450 estações de medição manual”, disse.


MAIOR RIO – O sistema atualizado nesta quinta-feira mostra dados de 59 pontos monitorados, onde apenas três indicam nível acima da média: os rios Porto Londrina, Cebolão e Chácara Ana Claudia, todos no Norte do Estado.


Afluente do Rio Paraná, o Rio Iguaçu é o maior do Estado em extensão. Formado pelo encontro dos rios Iraí e Atuba na parte Leste de Curitiba, ele deságua nas Cataratas do Iguaçu.

São cerca de 1300 km de extensão e 10 pontos de monitoramento do nível de água. Todos em situação crítica, abaixo da média, de acordo com as informações do Hidroinfoparana.


COMO USAR – Um sensor instalado nos rios monitorados manda informações a um equipamento que, por sua vez, as repassa via satélite. Atualmente, o sistema mostra informações de cerca de 80 estações telemétricas. A média semanal é atualizada toda quinta-feira. As estações onde o nível está acima da cota média são mostradas em verde enquanto as que estão abaixo da média são mostradas em vermelho.


As informações de chuva e nível dos rios também são mostradas através de gráficos. É possível consultar os dados através de filtros como rio e unidade hidrográfica, além dos dados e gráficos específicos de cada estação.


Para fazer as consultas, basta acessar o site www.iat.pr.gov.br, clicar em “Monitoramento” e em seguida em “Monitoramento Hidrométrico”


Fonte: Agência Pará


9 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária