Buscar

Ponte do rio Parnaíba vai beneficiar agronegócio e população do Maranhão e do Piauí

Construído em menos de dois anos, empreendimento acaba com a necessidade de balsas para fazer a travessia entre os estados vizinhos


Governo Federal precisou de menos de dois anos para resolver um problema histórico na ligação na região sul do Piauí com o Maranhão: a construção da ponte sobre o rio Parnaíba, entre Santa Filomena (PI) e Alto Parnaíba (MA), na BR-235. O empreendimento é fundamental para a população das duas regiões e também ao agronegócio, especialmente ao Matopiba, fronteira agrícola formada por áreas nos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.


A construção é de extrema importância para o Matopiba, com impacto direto no escoamento da produção e no desenvolvimento socioeconômico. Possibilita a integração à ferrovia Norte Sul, projetada para ser a espinha dorsal do sistema ferroviário nacional, interligando as cinco regiões do país. Como retorno é esperado uma economia de 8% no valor do frete para o transporte de grãos até o Porto do Itaqui, no Maranhão.


“Essa ligação é fundamental para o eixo da BR-235 que, quando estiver pavimentada no Maranhão e em Tocantins, vai encurtar a distância do produtor para a ferrovia Norte-Sul. É um ganho logístico sem precedentes”, explica o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. A entrega da obra ocorreu nesta quinta-feira (20), em cerimônia que contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro.


Uma forte expansão agrícola na região começou na década de 1980, em especial por conta da topografia plano e do baixo custo das terras. Com aplicação de tecnologias especiais para plantio em áreas de cerrado, a produção agropecuária do Matopiba é formada especialmente por soja, milho e algodão.


TRAVESSIA – Iniciada em 2019 e entregue antes do prazo previsto, o empreendimento também põe fim à dependência do serviço de balsa para pedestres e motoristas. Carretas chegavam a pagar quase R$ 260 para passar de uma cidade para outra – pedestre (R$ 2,80), moto R$ (8,40) e automóvel (R$ 19,70). “A ponte vai suprimir a necessidade de balsa que sempre acaba elevando o custo para quem faz a travessia, então, se trata também de uma libertação”, afirmou o ministro da Infraestrutura.


Com investimentos de R$ 30 milhões, a nova ponte tem uma extensão total de 185 metros, com uma plataforma de 16 metros de largura, incluindo os passeios. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) também realizou serviços de terraplenagem, drenagem, pavimentação, sinalização horizontal, obras complementares, proteção ambiental, entre outros.


BR 235/PI – A rodovia corta o sul do estado do Piauí, ligando os estados da Bahia, Maranhão, Sergipe e Tocantins. Eixo coletor das regiões produtoras de soja, localizada no Matopiba, região notadamente reconhecida pelo seu papel de grande produtora e exportadora de grãos, sendo fundamental ao agronegócio desses estados.


*Com informações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT)

Fonte: Assessoria Especial de Comunicação Ministério da Infraestrutura

2 visualizações