Buscar

Prédio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará passa por desinfecção nesta sexta-feira (22)

A ação foi realizada em todos os espaços internos do prédio como medida de prevenção ao novo coronavírus.


O prédio da Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará (CPH), que fica na avenida Generalíssimo Deodoro, em Belém, passou por uma ação de desinfecção na tarde desta sexta-feira (22) como medida de prevenção ao novo coronavírus. 


"Nosso objetivo é garantir a saúde dos nossos servidores e das pessoas que passam pela CPH para o retorno das nossas atividades. Essa ação foi realizada em todos os espaços internos do prédio como medida de prevenção ao novo coronavírus e para nos dar segurança nessa pandemia", destacou Abraão Benassuly, presidente da CPH.


Com ajuda de um equipamento chamado "atomizador" e roupas especiais, funcionários de uma empresa de limpeza utilizaram quaternário de amônio, produto utilizado como desinfectante, mas que não oferece perigos à saúde humana, para higienizar a parte interna do prédio. O produto oferece uma película protetora nas superfícies, impedindo a permanência de qualquer tipo de vírus nos espaços. 


Durante o decreto estadual de "lockdown", os servidores da CPH se revezaram entre trabalhos presencial e remoto, para evitar a aglomeração de pessoas. Desde o começo da pandemia, os servidores utilizam máscaras, álcool gel e respeitam o distanciamento social nas dependências do órgão. 


O governo do Estado inicia, a partir da próxima segunda-feira (25), a retomada gradual do serviço público presencial, com exceção daqueles que fazem parte do grupo de risco e pessoas com mais de 60 anos de idade, que seguirão em regime de trabalho remoto.


Obras - Trabalhando para integrar o Estado por meio do modal hidroviário, no momento, a CPH tem cinco obras em andamento na região do Baixo Amazonas. Estão sendo construídos os terminais hidroviários de Santarém, Santana do Tapará, Almeirim e Curuá, e reformado o terminal de Óbidos. 

Como medida de prevenção ao novo coronavírus, há mais de dois meses, as empresas responsáveis por obras na CPH foram orientadas a oferecer máscaras e álcool gel para os operários. A medida da Companhia foi tomada antes da atualização do decreto estadual, que obriga empresas de engenharia a oferecerem máscaras e alternativas de higienização nos canteiros de obras do Pará. O decreto já previa que fossem tomados os cuidados referentes ao distanciamento social nesses locais. 

"As empresas estão cumprindo a determinação do governo e disponibilizam aos seus funcionários os equipamentos de proteção individuais como forma de proteção ao coronavírus. Os operários também recebem orientações sobre prevenção à doença nos canteiros de obras", finaliza Benassuly. 


Fonte: Governo do Pará

0 visualização
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária