Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2019  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária

Buscar

TCU aprova concessão de mais quatro terminais no Porto do Itaqui

Na última semana o Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou a concessão de mais quatro terminais no Porto de Itaqui, no Maranhão. Todos os terminais serão responsáveis pela movimentação e armazenagem de granéis líquidos (combustíveis). Com o aval do TCU, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) deve publicar o edital já nas próximas semanas. O leilão das áreas está previsto para acontecer no segundo semestre deste ano. Segundo o presidente do Porto do Itaqui, Ted Lago, esses novos investimentos consolidam o porto como hub de combustíveis no centro norte do país. “Este é mais um passo no processo de expansão do Porto do Itaqui”, disse. Ele destacou que o arrendamento dos quatro terminais representa mais emprego e renda para os maranhenses, além de maior arrecadação para o estado. Com os novos projetos em atividade, a previsão é de aumento da capacidade de armazenamento de combustível para 250.000 m³ e movimentação de 4,8 milhões ao ano. São aguardados investimentos na ordem de R$ 458 milhões para os quatro terminais.

O Porto de Itaqui tem se tornado uma referência na movimentação desse tipo de carga, sobretudo devido a sua posição geográfica. De acordo com Lago, os principais destinos de cargas movimentadas pelo Itaqui são países da Ásia, Europa e Américas do Norte e Central. No último ano um novo mercado começou a se expandir com o aumento das exportações para a África. Os projetos para os quatro terminais contemplam algumas instalações. Para o terminal IQI 03, uma área brownfield (com instalações industriais) de 25.416 m², a licitação possibilitará a ampliação da tancagem de 20.406 m³ para 46.406 m³, além de prever melhoria dos acessos rodoviários e ferroviários. Já para o IQI 11, outra área brownfield de 33.607,43 m², a tancagem deve ir de 34.416 m³ para 64.897 m³. Para os terminais IQI 12 e 13, áreas greenfields (sem instalações industriais), a licitação prevê tancagem de 78.724m³ em cada. Além disso, atualmente o Porto do Itaqui está em pleno processo de expansão com várias obras já em execução. Entre elas está a construção do terminal de carga geral e do berço 99 com investimentos na ordem dos R$ 214 milhões e previsão de conclusão para daqui a dois anos. Está em obras ainda o terminal de fertilizantes com um investimento de R$ 80 milhões previsto para terminar também em dois anos. Em dezembro de 2019 foi finalizada a construção do terminal de líquidos com o investimento de R$ 50 milhões. E para julho deste ano está prevista a conclusão da expansão dos terminais de grãos e granéis líquidos. Os investimentos foram de R$ 267 milhões e R$ 168 milhões respectivamente. Para facilitar a movimentação nos novos terminais estão previstos ainda obras de melhoria nos acessos ferroviários e rodoviários. O porto já está em fase de finalização do projeto da pêra ferroviária que vai aumentar para 20 milhões de toneladas a capacidade de recepção por esse modal. Atualmente o modal ferroviário responde por 58% das cargas movimentadas pelo Porto do Itaqui.

Fonte: Portos e Navios

11 visualizações