Buscar

Terminais hidroviários de Alenquer e Óbidos vão passar por obras para recuperação física

Termos de cooperação técnica para as duas obras foram firmados em outubro de 2017.


Os terminais hidroviários de Alenquer e Óbidos, no oeste do Pará, que estão com as estruturas danificadas, vão passar por obras para recuperação física. As obras são resultados de uma parceria entre as prefeituras dos municípios e a Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), firmada em outubro de 2017.


A responsável pela elaboração de projeto executivo de reforço estrutural e adequação dos terminais é a empresa R S Vitelli Engenharia - EPP - Naval Norte. O valor contratado para a elaboração dos projetos é de R$ 295.300,00 para os dois terminais.


Em Óbidos, um termo de cooperação técnica, firmado em 31 de outubro de 2017, assegurou recursos de R$ 2,9 milhões para a adequação e conclusão do terminal, financiados pelo Banco do Brasil. O recurso está acima do previsto inicialmente que seria de R$ 1,8 milhões. O porto de Óbidos está situado em uma área de passagem obrigatória de embarcações de todos os portes, que partem dos portos do extremo norte do país em direção as demais regiões.


Em Alenquer, o termo de cooperação técnica para reforma, adequação e conclusão do terminal foi assinado no dia 13 de outubro do ano passado. O valor da obra está estimado em R$ 1.850.000,00. O terminal hidroviário de cargas e passageiros de Alenquer fica localizado na orla da cidade, banhada pelo rio Surubiú. Desde 2008, o porto está interditado.

Com as obras concluídas, serão melhoradas as condições de comodidade para a população que necessita dos transportes fluviais dos municípios.


Obras em outros sete novos terminais hidroviários estão sendo construídos atualmente. Um contrato de financiamento firmado entre o Governo do Estado e Caixa Econômica Federal conta com um investimento de mais de R$ 85 milhões, para os municípios de Curuá, Prainha, Almeirim, Faro, Terra, Santarém e no distrito portuário de Santana do Tapará.


Em Santarém, a obra tem um investimento que ultrapassa R$ 63 milhões e a previsão, conforme o governo do Pará, é que após concluído, o terminal movimente em média entre 50 a 60 mil passageiros por mês.


Fonte: G1



24 visualizações
Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 1, Bloco J, Entrada 10, Edíficio Clésio Andrade, sala 508, Cep:  70070-944

Contato: (61)3224-1008
faleconosco@fenavega.com
Siga nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon

© 2020  - Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária