Buscar

Transporte segue recuperando as vagas perdidas durante a pandemia

O saldo registrado pelo setor de janeiro a julho passou de 47.922, no ano passado, para 65.428, no mesmo período deste ano


O desempenho do mercado de trabalho no transporte nos sete primeiros meses de 2022 é superior ao mesmo período de 2021: a diferença é de 17.506 novos postos e representa um crescimento de 36,5%. As informações estão detalhadas no Radar CNT do Transporte – Caged Julho de 2022, lançado nesta quinta-feira, 01/09, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT).

“O mercado de trabalho no transporte tem conseguido manter um crescimento consistente de criação de vagas de emprego ao longo de 2022. Esse ritmo proporciona a recuperação de ocupações no setor em relação ao período mais crítico da pandemia, com a maioria dos transportadores conseguindo realizar mais admissões do que desligamentos”, afirma o presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Vander Costa.

Só no mês de julho, o transporte criou 8.926 novos postos de trabalho, sendo 8.588 deles ocupados pelo modal rodoviário. As análises foram realizadas pela CNT a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência. O objetivo da CNT com esse levantamento é disponibilizar informações aos transportadores sobre o panorama e a situação das ocupações no setor.

A Confederação também oferece às empresas do transporte e à sociedade opções para consulta dinâmica sobre emprego por meio do Painel CNT do Emprego no Transporte. Trata-se de uma ferramenta interativa de consulta que tem sido fonte significativa de referência para quem acompanha o desempenho do setor.

Mais informações no: Radar CNT do Transporte – CAGED Julho 2022

Acesse também o Painel CNT do Emprego no Transporte Fonte: CNT

1 visualização