Buscar

Usuários destacam conforto do Terminal Hidroviário de Alenquer

Localizado às margens do rio Surubiú, porto recebeu aporte de mais de R$ 4,5 milhões


Cinco meses após ser entregue pelo Governo do Pará, o Terminal Hidroviário de Passageiros e Cargas de Alenquer segue como um importante equipamento público de mobilidade para região do Baixo Amazonas. No total, o Estado, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), investiu mais de R$ 4,5 milhões no terminal, que é administrado pela prefeitura municipal.


"O Terminal Hidroviário de Alenquer é de grande importância para região, pois por ali passam cerca de 50 mil pessoas do município. Além disso, também é uma região estratégica para o Baixo Amazonas, então com a reconstrução desse terminal, não só a população de Alenquer ganha, mas também toda região, com escoamento de produção, turistas, e pessoas. É um equipamento público importante, já que era uma obra que estava parada há mais de 12 anos e o Governo do Estado conseguiu retomá-la", destaca Abraão Benassuly, presidente da CPH.

Segundo a prefeitura da cidade, cerca de mil usuários passam pelo espaço por dia. Os passageiros fazem embarques e desembarques para as cidades de Santarém, Óbidos e Juruti, no Pará, e Itacoatiara e Manaus, no estado do Amazonas. Atualmente três empresas estão autorizadas a oferecer as viagens, por meio de lanchas rápidas e navios.


"A comodidade aqui é melhor, então como a gente prioriza sempre os passageiros, aqui ficou muito melhor", disse Ronaldo Filho, comandante de embarcação, que opera no porto. A mesma opinião é compartilhada pelo colega de profissão José de Ribamar, que também utiliza o terminal. "Antes a gente precisava encostar ao lado e era muito ruim, mas agora ficou melhor para todos", completou ele. Usuária do porto, a professora Jacy Silva, que mora em Alenquer, comemorou a chegada do porto da cidade. "Graças a Deus, achei muito bom o terminal e seguro, isso demonstra que Alenquer está evoluindo", ressaltou.


Para melhor atender aos usuários, o terminal conta com cadeiras confortáveis, banheiros masculino, feminino e portadores de necessidades especiais, carrinhos para bagagens, guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, TV e bebedouro. O terminal também dispõe de rampa metálica biarticulada coberta e flutuante coberto, para embarque e desembarque de passageiros, equipamentos que o antigo porto não possuía. O equipamento conta ainda com Estação de Tratamento de Esgoto, além de sinalização, acessibilidade e paisagismo.


Localizado na orla do município, às margens do rio Surubiú, o porto é administrado pela Prefeitura de Alenquer e estava interditado há 12 anos por problemas estruturais identificados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), órgão federal que regulamenta esses espaços. Somente na atual gestão estadual a obra foi reiniciada e entregue pelo Governo do Pará em junho deste ano.

O Terminal Hidroviário de Alenquer é o décimo porto instalado pelo Governo do Pará na região do Baixo Amazonas. Na mesma região, o Estado já entregou os terminais de Terra Santa, Faro, Curuá, Prainha, Almeirim, Óbidos, Monte Alegre, Santana do Tapará e Santarém.


Fonte: Agência Pará

3 visualizações